11 de ago de 2011

Hibiscus em Técnica Mista

Olá amigos!

Estou reeditando este artigo pois alterei totalmente o quadro que estava pintando. O trabalho  final ficou assim:

*** As flores azuis são conhecidas por bela-emília***


Na realidade esse quadro tinha uma outra composição, mas eu não estava satisfeita com ela. A base da pintura foi feita toda em tinta acrílica, pois essa tinta seca mais rápido. Com ela podemos dar um efeito de aquarela caso desejemos.

Ele era assim e foi modificado, como pode ser visto.


 Comecei o trabalho fazendo um rascunho em carvão sobre a tela como pode ser observado nas fotografias abaixo:


Em seguida bati um pano seco sobre a tela para retirar o excesso de pó de carvão que, do contrário, modificaria a cor das tintas. Usei tinta acrilica para dar os tons de base, pois finalizarei com tinta a óleo.




Usei tinta acrílica bem aguada para dar a sensação de aguada em aquarela...



Através de fotografias fiz um esboço do que desejava pintar, mostrando o formato das flores e folhas e da borboleta, as cores que possuem, as sombras...
As cores desse hibisco me encantaram:
http://flowerinfo.org/hibiscus-flowers

Com tinta acrílica de cor neutra e a ajuda de um rolinho de pintar paredes dei  uma base como fundo para a pintura:


Quando a tela já estava seca, com um giz branco, a dividi de acordo com a Regra dos Terços, para poder montar uma composição que me agradasse mais. Fiz os desenhos das flores, folhas e borboleta e tonalizei esses elementos com tinta acrílica, como uma forma de base para a pintura final em óleo.



Para dar destaque entre o fundo e as flores fiz um esfumaceado ao redor das flores. Usei um tom marrom para o esfumaceado.


Depois de dar um tonalizada nos elementos do quadro comecei a pintura a óleo.
Para essa tela (100x70cm) usei as tintas: amarelo de cádmio, amarelo limão permanente, azul cerúleo, azul da Prússia, azul ultramar, branco de titânio, carmim alizarin, cobre iridescente, laca rosa, laca gerânio, laranja de cádmio, magenta, magenta flúor, sombra queimada, sombra natural, verde vessie, verde inglês, vermelho de cádmio,  violeta de cobalto. Também foi usada uma mistura de: 1 parte de óleo de  linhaça + 1 parte de terebintina + algumas gotas de secante de cobalto (manter essa mistura bem fechada para não secar).


Fiz todas as cores misturando de modo que formassem as luzes e sombras  que compõe as flores, deixei escuro o miolo dos hibiscos - os pistilos são pintados por último. Entre uma etapa e outra da pintura deixei secar bem a tela para poder aplicar uma nova camada de tinta - essa é uma técnica da veladura.


Nos detalhes abaixo dá para perceber o trabalho de sombreamento que foi feito nas pétalas. Com as tintas que tonalizavam as cores já secas, apliquei uma camada bem fluida de tinta com a mistura solvente, de modo a formar essas sombras.



Os pontos de luz são aplicados quando a pintura está quase finalizada. 


3 comentários:

  1. Ficou lindo, valeu a pena a demora!!!
    Demais!
    -Sato

    ResponderExcluir
  2. Olá Ju, Não entendo muito de artes e achei os dois resultas lindos, um dia quando fizer uma exposição das suas obras quem sabe convida os amigos.

    Abraços

    ResponderExcluir
  3. Valeu pela força meninos!
    um abraço para vocês!

    ResponderExcluir

Olá amigo(a)!
Ficarei muito feliz com seu comentário.
Obrigada.
Bj da Ju